Tão importante quanto os fatores comumente avaliados em uma construção — a exemplo da localização, do tamanho e dos acabamentos —, a iluminação natural tem influência direta na qualidade de vida das pessoas. É por isso que tal aspecto também deve ser considerado no momento de escolher o melhor imóvel, seja para investimento, moradia ou uso comercial.

A luz natural nada mais é que a luminosidade ofertada pelo sol todos os dias. Para tirar proveito de seus benefícios e amenizar possíveis efeitos negativos da claridade e dos reflexos, é fundamental contar com projetos eficientes.

Neste artigo, vamos explicar melhor a importância desse recurso nos ambientes construídos e mostrar soluções de arquitetura inteligente. Acompanhe e informe-se!

Quais são as vantagens da iluminação natural?

Apesar de ser uma energia abundante em países tropicais, como é o caso do Brasil, a luz solar ainda é negligenciada em muitas obras, tanto em casas térreas quanto em edifícios verticais. Reverter esse quadro exige trabalho conjunto de diversos profissionais, desde a fase inicial do projeto até a decoração das áreas internas.

Veja algumas vantagens que se tornam bons motivos para valorizar a luz natural em residências, salas comerciais, escritórios e até grandes ambientes corporativos!

Economia

Mesmo dispondo de muitas hidrelétricas, a energia brasileira tem um custo alto. Nesse cenário, dispor de luz natural para clarear os cômodos ao longo do dia é uma excelente maneira de reduzir gastos com iluminação artificial.

Quanto menos lâmpadas acesas, menos energia elétrica você consome. Logo, contar com um ambiente que permita receber a luz solar em diferentes horários pode ser bastante benéfico para a bolsa dos consumidores e para o orçamento das empresas.

Sustentabilidade

A preocupação com o uso dos recursos naturais e o incentivo à adoção de atitudes conscientes aumentaram consideravelmente nos últimos anos. Trata-se de uma resposta aos impactos causados pela interferência do homem no meio ambiente.

O aproveitamento da iluminação natural está entre as práticas sustentáveis que trazem benefícios em curto e longo prazo. Afinal, a luz solar é uma energia limpa e que está disponível em todas as regiões do globo (em diferentes níveis), sem exceções.

Conforto visual

Difícil encontrar quem visualize um espaço bem iluminado e não se sinta confortável. Porém, em tempos nos quais a oferta de luz artificial é abundante — por meio de lâmpadas, celulares, tablets, computadores e outros gadgets —, é comum que a luz do sol passe a ser tratada como algo banal por muitas pessoas.

O que pouca gente sabe é que a luz natural é capaz de transformar um ambiente. Dependendo da intensidade com que chega ao local e do ângulo trabalhado, é possível melhorar o aspecto visual e proporcionar um clima agradável para quem utiliza o espaço.

Saúde e bem-estar

Outra vantagem da luz natural está na sua contribuição para a melhora da saúde física e mental. Isso porque os raios solares atuam como ativadores na produção da vitamina D, que é essencial para garantir a absorção do cálcio e fortalecer os ossos.

Ela também aumenta a sensação de bem-estar. Afinal, o corpo humano tem uma espécie de programação que é melhor ativada em contato com o sol. Não é à toa que passar muito tempo sem ter contato com a luz solar deixa as pessoas desanimadas, pouco produtivas e, no pior dos casos, deprimidas.

Valorização do imóvel

Essa vantagem é resultado das outras que citamos, já que toda pessoa procura um imóvel completo para morar, trabalhar ou investir. E se a presença da luz natural é tão benéfica quanto outros fatores, nada melhor que apontá-la como um diferencial nos empreendimentos.

Espaços bem iluminados contribuem para a valorização do imóvel como um todo porque mudam a percepção de quem observa o conjunto. Cômodos que recebem a luz do sol transmitem efeito de naturalidade e uma atmosfera mais saudável.

As fachadas e outros componentes externos, por outro lado, podem ter detalhes e aspectos positivos evidenciados em contato com o sol. Em qualquer lugar, vale a pena buscar maneiras de usufruir desse recurso ao máximo.

Como saber se um imóvel é bem iluminado?

A melhor estratégia para conseguir aproveitar a luz natural nos espaços construídos é incluí-la no projeto de um imóvel. Isso significa estudar a trajetória do sol na região em que pretende construir, posicionar as fachadas de acordo com a orientação solar e prever as aberturas (portas e janelas) adequadamente.

Mas e nas edificações prontas? Como se certificar de que o aproveitamento da luz solar foi pensado desde o início? Nesses casos, é necessário atentar para algumas questões antes de tomar uma decisão de compra. São elas:

  • posicionamento das aberturas: verifique quantas janelas há em cada cômodo e observe como a luz do sol se comporta em cada espaço. É interessante observar o local em diferentes horários para saber se a oferta de claridade é suficiente;
  • opiniões de terceiros: procure obter depoimentos de outras pessoas sobre a iluminação do imóvel. No caso de apartamentos, por exemplo, converse com vizinhos e até com o porteiro para saber quais percepções têm acerca da qualidade da luz natural nas áreas construídas;
  • informações do vendedor: entre em contato com o proprietário do imóvel ou com o profissional responsável pela venda para perguntar sobre a iluminação natural. Faça o máximo de perguntas para tirar dúvidas e evitar respostas genéricas;
  • edificações vizinhas: avalie as construções mais próximas para saber se interferem na quantidade de luz recebida no imóvel que pretende adquirir.

Como tirar proveito da iluminação natural?

Algumas soluções podem ser úteis, mesmo em ambientes já construídos. Nesses casos, é possível aproveitar melhor a luz do sol com pequenas mudanças ou a partir de reformas. Veja as opções que separamos para você aplicar em casa!

Organização da mobília

A disposição correta dos móveis pode fazer a diferença na quantidade de luz recebida dentro dos recintos. Com a posição estratégica das estantes e armários do apartamento, por exemplo, é possível barrar reflexos indesejados ou potencializar a claridade de um cômodo.

Instalação de novos elementos

Brises e cobogós são ótimos recursos para instalar em fachadas ou varandas. Eles permitem controlar a quantidade de luz que chega às áreas internas. Dentro do imóvel, cortinas e blackouts cumprem o mesmo papel e podem ter a abertura regulada de acordo com a necessidade de luz ou sombra.

Agora, se o objetivo é distribuir a claridade externa em diferentes ambientes, a dica é instalar espelhos e prateleiras de luz na residência. Fixados nas paredes e em pontos estratégicos, esses elementos refletem os raios solares e direcionam os feixes de luz para os locais desejados.

Uso de vidro

Quem pretende personalizar o local de moradia com reformas pode aproveitar o momento para substituir algumas paredes de alvenaria por divisórias de vidro. A transparência do material permitirá à luz atravessar o cômodo e chegar a outros ambientes.

O vidro também pode ser usado no fechamento de janelas, sacadas e varandas, bem como no teto — a partir de sheds e domos para a obtenção de iluminação zenital. Em todo caso, é fundamental buscar acompanhamento de um profissional para verificar a possibilidade de realizar alterações estruturais.

Agora que você entende a importância da iluminação natural, não deixe de considerar esse fator ao buscar imóveis no mercado. Tenha em mente que empreendimentos de qualidade sempre serão desenvolvidos com base em fatores relevantes para diferentes perfis de compradores.

Aproveitando o gancho do assunto, que tal conferir 5 motivos para investir em um imóvel de alto padrão? Boa leitura!